O que saber antes de visitar Machu Picchu

Machu Picchu

A cidade sagrada dos incas é o principal atrativo do Peru e uma das sete maravilhas do mundo. Conhecer Machu Picchu é a vigem dos sonhos de muita gente. Ano passado quase 1 milhão e meio de pessoas visitaram o sítio arqueológico, mesmo localizado no alto de uma montanhas e tendo que seguir várias condições para realizar o sonho. Portanto antes de visitar Machu Picchu é preciso tomar alguma providências e aí você pode procurar uma agência de viagens para resolver tudo, mas também é perfeitamente possível ir por conta própria. Não precisa de visto e não é obrigatório o passaporte, pode viajar com a carteira de identidade em bom estado.
 

INGRESSO

Se você marcou viagem, comprou passagens, reservou hotel, mas não comprou o ingresso, você corre o risco de não conhecer a “Cidade Perdida” dos Incas. Isso porque há um limite diário de pessoas que podem entrar em Machu Picchu. Esta medida é para preservar a atração controlando e distribuindo melhor o número de visitantes.

Então quando você tiver a data da sua viagem, antes de tudo entre no site do Ministério da Cultura do Peru e veja se há disponibilidade de ingressos. No próprio site você compra o seu ingresso, observe as opções de ingresso conforme as atrações e que a visita está dividida entre manhã e tarde sendo que o ingresso é separado por turno. Esta novidade faz parte das novas regras que começaram a valer desde o dia 01 de julho de 2017, veja neste post.

Machu Picchu

“Como comprar o ingresso?

Primeiro: Entre no site, vá no canto superior esquerdo em “compre online”, clique em Lugar para se visitar e depois em Machupicchu. Clique logo abaixo para “selecionar a rota” e escolha entre:

Machupicchu (1º turno – 06 às 12hs): Ingresso geral para entrar na cidade Inca.
Machupicchu (2º turno – 12 às 17:30hs): Ingresso geral para entrar na cidade Inca.
Machu Picchu + Montanha (1º grupo - 7 às 8hs): Entrada para a cidade Inca e subida à montanha Machu Picchu.
Machu Picchu + Montanha (2º grupo – 9 às 10hs): Entrada para a cidade Inca e subida à montanha Machu Picchu.
Machu Picchu + WuaynaPicchu (1º grupo – 7 às 8hs): Entrada para a cidade e subida a Huayna Picchu no primeiro grupo.
Machu Picchu + WuaynaPicchu (2º grupo – 10 às 11hs): Entrada para a cidade e subida a Huayna Picchu no segundo grupo.

Tem também a opção de Machupicchu horário vespertino, mas com a divisão do ingresso geral em turnos, parece que esta opção deixará de existir.

“Visitar pela manhã ou à tarde?

Eu viajei ano passado e o ingresso era um só para o dia todo, então não precisei fazer esta escolha. Mas agora tem que decidir na hora da compra, não pode trocar e se quiser ficar o dia todo terá que comprar 2 ingressos. Muita gente prefere subir bem cedo para ver o nascer do sol e chegar antes da multidão que sobe por volta das 10 horas. À tarde o público é menor e Machu Picchu fica mais tranquila. Mas quem comprar o ingresso para uma das montanhas, terá necessariamente que ir pela manhã.

Outra coisa, se escolher ir pela manhã tem que ir cedo para aproveitar, tem que necessariamente dormir em Águas Calientes e nada pode dar errado. Eu programei para subir cedo, mas tive problema na noite anterior e já era tarde quando consegui subir.

Machu Picchu

“O que é a Montanha Machu Picchu e Huayna Picchu?

São duas atrações dentro da cidade que precisam de ingressos específicos (são poucos e esgotam rapidamente). São montanhas e são para quem gosta de trilha, exige preparo físico e é para quem não tem problemas com altura. Eu não fui.

Segundo: Depois que escolher o seu tipo de ingresso, clique em uma data no calendário e ao lado irá parecer se há disponibilidade para o dia escolhido, caso tenha, preencha a quantidade de ingresso e clique em “Passo 2” . Preencha os dados solicitados e continue no “Passo 3”. Confira as informações e confirme a reserva. Irá aparecer uma tela com os dados e o código da reserva.

Terceiro: Clique na aba “pagamentos” e digite o código de reserva e clique em “pagar”. Irá aparecer outra tela com os dados, clique em “enviar” e irá abrir o site da VISA. É, pela internet só dá para comprar o ingresso com cartão internacional da VISA que conte com o sistema de segurança Verifed by Visa.

Preencha os dados e conclua o pagamento. Caso não consiga comprar pela internet, terá que comprar por uma agência de turismo ou deixar para comprar lá no Peru correndo o risco de ficar sem ingresso.

Observações:
  • O ingresso é nominal e intransferível;
  • Só pode ser usado no dia escolhido, só em casos específicos que pode trocar a data (trocaram a data do meu porque não tinha como chegar devido a uma greve);
  • Na entrada tem que apresentar o ingresso, documento de identificação e o cartão de crédito usado para a compra;
  • Se usou cartão de crédito de outra pessoa lembre-se de levar uma cópia do cartão.

Machu Picchu


    COMO IR A PARTIR DE CUSCO

    Com o ingresso comprado, agora terá que escolher como ir até Machu Picchu. Não, Machu Picchu não fica em Cusco como eu cheguei a pensar um dia. A cidade dos Incas está a 112 km, no alto de uma montanha na floresta e não dá para ir de Uber. Ou você vai de trem ou vai caminhando. É, muita gente opta por fazer uma trilha que pode levar 3, 4 ou 5 dias passando pelo caminho Inca que liga a outros sítios arqueológicos. Tem agência que organiza tudo e monta uma estrutura com guias, animais, comida e ajudantes. Ouvi de uma pessoa que tinha até cerveja. Quem faz a trilha já chega diretamente a cidade perdida, que vai de trem chega ao distrito de Águas Calientes, também conhecido como Machu Picchu Pueblo, ponto final do trem.

    Eu fui de trem. As empresas que fazem o trajeto são a Peru Rail e a Inca Rail, as duas são parecidas com opções de categoria de carros e as passagens têm praticamente o mesmo valor e não são baratas. Fui com a Peru Rail pelas opções de horários, viajei na categoria Expedition a mais simples e consequentemente com o menor preço. As cadeiras ficam de frete uma pra outra com uma mesa entre elas, ou seja, você vija com uma pessoa na sua frente e não consegue esticar as pernas (esta configuração se repete em outras categorias), eu que sou grande achei desconfortável.

    Você compra a passagem no próprio site, depois de concluída, você irá receber um e-mail com um voucher que deve ser trocado em algum escritório lá no Peru, tem em várias cidades. Não tem como escolher o assento e lembre-se que terá que levar o cartão de crédito usado na compra ou se comprou com cartão de outra pessoa terá que levar uma cópia do cartão e de um documento de identidade.

    Machu Picchu   
       
    A estação mais próxima de Cusco é a Poroy que fica uns trinta minutos de carro de Cusco e a partir dela a viagem tem duração aproximada de 4 horas. Tem também as estações de Urubamba (somente trem da Peru Rail) e a de Ollantaytambo, a mais próxima de Águas Calientes com aproximadamente 2 hora de vigem, atrasos são comuns. Muita gente aproveita o passeio ao Vale Sagrado e já fica em Ollantaytambo para seguir viagem.

    Eu viajei à noite tanto na ida como na volta e portanto não pude ver a paisagem, mas quem viajou de dia garante que vale muito a pena.

    “ É possível ir e voltar no mesmo dia?

    Sim, desde que você escolha conhecer Machu Picchu no período da tarde. Saindo de Cusco ou Ollantaytambo pela manhã e retornando somente à noite, leve em consideração o tempo de viagem, o tempo para mudar do trem para o ônibus e subir e até MP e as possíveis filas.

    ÔNIBUS A MACHU PICCHU

    Se for de trem, ao chegar a Águas Calientes, você tem a opção de subir a pé uma estrada bem íngreme e estreita de 7 km, ou ir de micro-ônibus pagando uma passagem bem cara (24 dólares). Esta passagem você pode comprar na hora sem problemas apresentando o ingresso, mas se preferir pode comprar no site da consettur. A viagem de ônibus dura uns 30 minutos.

    GUIA DE TURISMO  

    Acho essencial fazer um tour guiado pela cidade sagrada quando vamos pela primeira vez. Se visitar sem um guia você vai curtir o lugar e tirar fotos lindas, mas vai ficar sem entender o porquê daquilo. Antes das novas regras contratar um guia era opcional, agora é obrigatório. Você pode contratar um guia antecipadamente ou diretamente na portaria.

    Machu PicchuGuia de Turismo durante o Tour na cidade dos Incas. Atrás dela está a montanha Huayna. 
       

    MELHOR ÉPOCA

    De maio a setembro quando chove menos, ou seja no inverno. Fui em setembro, não peguei chuva e senti calor. Dá para ir de bermuda. Os melhores meses são junho e julho, mas tem mais gente.

    ONDE FICAR

    Se quiser visitar a cidade Inca bem cedo a opção de pernoite é em Águas Calientes (veja este site), nome dado em espanhol ao povoado de Machu Picchu. Há opções de Hostel, Pousadas e Hotel, se for em alta temporada sugiro fazer reserva antecipada para conseguir um preço melhor. O lugar é pequeno, a estação de trem é bem no centro assim como o ponto do ônibus para ir a cidade Inca . Há restaurantes, bares, mercados e artesanato, mas os preços são melhores em Cusco. Eu cheguei tarde, dormi, passei o dia na cidade Inca e no fim da tarde retornei a Ollantaytambo, portanto não conheci Águas Calientes.

    VACINA

    Não é exigido certificado de vacinação para visitar a região e para retornar ao Brasil também não. Veja mais informações aqui

    SEGURO VIAGEM 

    Não é obrigatório, mas é recomendável ter um seguro em uma viagem internacional. Eu viajei com o MONDIAL ASSISTENCE, que você pode adquirir aqui no blog.    

    “Viajei ao Peru em setembro de 2016, veja aqui o meu roteiro.

    0 comentários :