Os diferentes carnavais no Espírito Santo

Carnaval boi pintadinho
Foto de Izaias Faria Buson (www.carnavaldoboi.com.br)

Não só de escola de samba e grandes trio elétrico vive o folião no carnaval capixaba. Aqui temos desfile de escolas de samba e já contei como é bom. Temos também lugares do litoral que ainda puxam o carnaval com trio elétrico. Mas temos outras opções, afinal de contas o estado do Espírito Santo tem uma cultura diversificada e em alguns lugares do estado o carnaval é festejado de uma forma bem diferente aproveitando os costumes locais.

Este post é mais uma ação coletiva feita pelo grupo de blogueiros Capixabas Indicam, que trabalham em conjunto para divulgar o turismo no Espírito Santo. O assunto dessa vez é o #carnavalcapixaba, e cada blog participante publicou um assunto diferente para ajudar você a aproveitar melhor o Carnaval aqui no Estado. Clique nos links abaixo e veja os textos que produzimos:
Siga o Capixabas Indicam no Instagram e no Facebook para acompanhar textos e fotos publicados por nós, sempre buscando divulgar as atrações turísticas e culturais do Espírito Santo.

Desfile de escolas de samba
Sim, temos escolas de samba. E elas dão um show na avenida, ou melhor, no Sambão do Povo que fica em Vitória. O nosso desfile acontece uma semana antes da data oficial do carnaval e as escolas da região metropolitana atraem um grande público. Na sexta e sábado de desfile podemos ver o resultado do trabalho das escolas, e alguns meses antes do carnaval podemos aproveitar os ensaios nas quadras. Leia mais sobre o desfile das escolas de samba aqui.

Carnaval Capixaba

Blocos de rua
São vários pelas ruas do estado, a irreverência fica por conta das fantasias e nomes. Cada um com a sua particularidade sai ao som de samba, modinhas, baterias ou trios. A participação dos blocos não se limita aos quatro dias de carnaval, antes mesmo eles já estão pelas ruas e continuam por dias depois. Em Vitória, durante os dias de carnaval, o centro da cidade é local principal para quem quiser ir atrás dos blocos. Um arrata uma multidão é o Regional da Nair.

Carnaval Capixaba

Banho de Mar a Fantasia
Em Manguinhos, balneário da grande Vitória, o carnaval não é o mesmo se não acontecer no sábado o banho de mar a fantasia. Depois de desfilarem a pé pelas ruas organizados em blocos (ou não) com fantasias confeccionadas com papel crepom, os foliões se reúnem a beira mar até o momento de mergulhar no mar. Esta tradição teve início em 1958 com Dona Altair, uma moradora que depois de dançar muito entrava no mar com a fantasia pois achava divertido ver a água colorida . Ela era acompanhada pela família e alguns poucos moradores e hoje o pequeno balneário fica lotado por moradores e visitantes que ainda querem ver o mar com muitas cores. O carnaval em Manguinhos não tem abadá e nem tem que pagar pela fantasia do bloco, é só criar a sua, reunir os amigos e ir.

Manguinhos esta localizado no município de Serra, litoral norte, distante um pouco mais de 20 km de Vitória. Leia mais sobre Manguinhos e veja como chegar e onde ficar.

Carnaval Capixaba


Atrás da Fubica em Regência
Na década e 1990 quando o axé tomava conta dos carnavais no Brasil, um grupo de amigos resolveu tocar frevo na vila de Regência, norte do estado. Em cima de uma caminhonete saíram pelas ruas da vila e criaram assim a fubica. Um pequeno trio que todas as tardes sai pelas ruas de terra acompanhado pelos foliões. A distância é curta, mas demora a tarde toda pois o povo não deixa ela ir rápida para não acabar logo. Cerca de 5 horas para percorrer 1 km.

Regência ficou conhecida nacionalmente com as notícias da lama da Samarco Mineradora, mas antes disso já acontecia na vila um dos carnavais mais legais do Espírito santo, e continua sendo. À tarde tem a Fubica pelas ruas, na praça tem sempre uma banda tocando forró e reggae e pela madrugada a fora tem mais forró nas chopanas da praia, mas a atração principal é o Ford F100 de 1960, a fubica. Durante o dia você pode aproveitar algumas atrações, veja mais no blog Pelo Mundo com Manu.

A Vila de Regência, localizada distante 120 km ao norte de Vitória, faz parte do município de Linhares na foz do Rio Doce que desagua no oceano atlântico. É pequena e a população formada basicamente por pescadores, na época do carnaval recebe um grande público de várias idades predominando jovens. Tem poucas opções de hospedagem e restaurantes.

Carnaval Capixaba


Boi Pintadinho em Muqui
Na cidade Muqui no sul do estado e distante 175 km de Vitória acontece o principal carnaval folclórico do estado. A folia gira em torno do Boi Pintadinho, folclore envolvendo a figura do boi semelhante ao que tem em outros lugares do Brasil como o ‘Boi Bumbá’ e o ‘Bumba meu boi’ que conta a lenda da morte de um boi para satisfazer o desejo de uma grávida, mas o boi era muito querido e ao ser ressuscitado avança sobre as pessoas que estão ao seu redor. É a parte da ressureição que é apresentada durante a brincadeira, o boi, que é conduzido por uma pessoa que fica embaixo da fantasia vai em direção as pessoas ao redor e a movimentação parece uma dança.

O folclore do boi está ligado aos festejos religiosos dedicados aos santos, e em Muqui a apresentação acontecia em junho durante a festa de São João, padroeiro da cidade. Com o tempo passou a ser somente uma brincadeira durante o carnaval e nunca mais parou e a cada ano ganha mais força e público. São 19 bois na cidade com várias formações, tem o boi Vaca Mocha formado só por mulheres e tem até os bois infantis. Eles saem todos os dias do carnaval e se apresentam no centro da cidade como blocos com baterias e fogos atraindo pessoas de todas idades. Quem não pode ir atrás do boi fica nas calçadas assistindo e se divertindo. Em 2016 teve um publico de 15 mil pessoas.

A cidade de Muqui é uma referência histórica e cultural do Espírito Santo. É o maior sítio histórico do estado com mais de 180 prédios tombados e além do carnaval do Boi Pintadinho, realiza o maior e o mais antigo encontro de Folias de Reis do Brasil. Veja aqui onde se alimentar e aqui onde ficar.

Carnaval boi pintadinho
Foto de Izaias Faria Buson (www.carnavaldoboi.com.br)
j
Dançando forró em Itaúnas
O som do carnaval não poderia ser diferente na Capital Nacional do Forró Pé-de-Serra. A pequena vila realiza todo ano durante o mês de julho um festival nacional de forró, com isso Itaúnas virou sinônimo de forró-pé-serra, e o som da azabumba, triângulo e sanfona é ouvido nas principais datas e não seria diferente no carnaval. As principais apresentações acontecem em casas fechadas sendo necessário adquirir ingresso, mas é comum ouvir (e dançar) um bom forró nas ruas, praça e praia. 

Distante aproximadamente 270 km de Vitória, no norte do estado, Itaúnas pertence ao município de Conceição da Barra. É uma vila simples com ruas de terra, mas com boas opções de hospedagem e restaurantes. Leia mais sobre Itaúnas aqui.

Itaúnas - ES

COMO CHEGAR A PARTIR DE VITÓRIA

MANGUINHOS:
Distante um pouco mais de 20 km de Vitória. Saindo da nossa capital siga pela BR 101 e continue pela Rodovia Estadual ES 010, um pouco antes do posto da polícia rodoviária está a primeira entrada chegando pelo lado sul – tem placa sinalizando. Mas se passar direto não se preocupe pois tem mais três entradas depois. Também tem ônibus saindo do terminal urbano de Carapina, linha 831.

REGÊNCIA:
Também seguindo pela rodovia ES-010, ate Vila do Riacho e pegar uma estrada de terra (36 km), que chega a Vila de Regência. A viagem de carro dura cerca de duas horas. Outra opção é seguir pela BR-101 norte, até o município de Linhares e no trevo de bebedouro pegar rodovia à direita, seguindo até Regência. Este caminho tem cerca de 23km de estrada de terra. Para ir de ônibus é preciso ir com a empresa Águia Branca até Linhares e depois pegar outro ônibus da Viação Citranstur, telefone: (27) 3371-4832.

MUQUI:
Seguir pela BR 101 sul até a cidade de Cachoeiro do Itapemirim, depois BR 482 e BR 393. Não consegui informação sobre como ir de ônibus.

ITAÚNAS:
O trajeto é pela BR 101 norte até o trevo para Conceição da Barra, onde entra na ES 421 viajando aproximadamente 10 km até o início da estrada de terra que fica à esquerda. Para quem for de ônibus, o percurso é feito até Conceição da Barra pela viação Águia Branca  e depois pela viação Mar Aberto , telefone (27) 3762-2093.

0 comentários :