Carnaval de rua no Rio de Janeiro

Carnaval Rio de Janeiro


Gosto de carnaval. Principalmente o de rua que não precisa de abadá ou pagar para se divertir, simplesmente colocar (ou não) uma roupa, um enfeite ou acessório e sair. Gosto muito também dos desfiles das escolas de samba, fico impressionado com o espetáculo que elas apresentam na avenida. Mas me divirto com os blocos e com as figuras que aparecem na rua. Carnaval para mim é diversão e irreverência.

Quando eu era criança pequena lá em Barrado Riacho me divertia com os blocos de sujo. Primos e amigos se reuniam na minha casa e aproveitavam o farto material encontrado em uma residência com 9 mulheres (mãe e irmãs) para a produção do bloco das piranhas. Dali o bloco saia pelas ruas e eu ia atras curtindo tudo aquilo. Hoje em dia em Barra do Riacho é um ótimo lugar para quem quer fugir de carnaval, lá não tem mais nada.


Carnaval Rio de Janeiro
Se esquecer alguma coisa é possível comprar na rua.

Conheço o carnaval de Salvador. Em 2014 fui a Olinda e Recife (pra mim são os melhores) e este ano fui ao Rio de Janeiro e gostei muito também do carnaval de rua de lá. As pessoas realmente entram no clima e vão pra rua sem problema vestidas a caráter ou simplesmente com algum enfeite. Elas ocupam a cidade, os bares, restaurantes, mercados, metrô, todos lugares. Muito bom! Não sei se é porque em Vitoria não é assim, mas isso chamou muito a minha atenção.

E a irreverência e o bom humor?! Nos blocos vi personagens bem tradicionais de carnaval de rua, mas vi outros bem criativos. Além do pessoal que leva bem a sério o personagem e capricha no figurino. Vi superproduções na Cinelândia mas impraticáveis pra mim no calor que fazia no Rio de Janeiro.


Carnaval Rio de Janeiro
As pessoas não estao nem aí, elas querem diversão.


OS BLOCOS

Bloco é o que não falta. São muitos em todo canto da cidade. Aliás se preferir, você nem precisa sair para outro bairro ou região da cidade para acompanhar bloco. Além dos que fazem parte da programação oficial do carnaval tem outros que vão aparecendo e ocupando as ruas. Tem para todos os gostos, tem os que tocam machinhas, samba, Rock, Beatles e tudo mais. É só você escolher e cair na folia. Tem os mais famosos que atraem multidões e tem aqueles pequenos que só os moradores do bairro conhecem. E como se não basteasse isso, nos bares e esquinas tem sempre um grupo mandando muito bem no samba.

Eu fiquei no bairro da Glória e ali tive blocos todos os dias no aterro do Flamengo, na Lapa e no centro . Ou seja, eu não precisei me deslocar muito para ver blocos. Só um dia que fui a Ipanema e Copacabana, mas tinha uma estação de metrô próximo ao hotel. Então você pode olhar a programação dos blocos, ver o que mais te agrada e ficar só numa região evitando a multidão no metrô. Os blocos que vi foram:


Carnaval Rio de Janeiro
Olha a produção do pessoal do Bola Preta.
frfrefrfrfr
frfrdeer
frde
CORDÃO DA BOLA PRETA
Foi o primeiro bloco que acompanhei. Eu estava muito curioso para ver este bloco. Ele é o mais tradicional e maior bloco de carnaval do Rio de Janeiro e disputa com o bloco do Galo da Madrugada de Recife o título de maior bloco de carnaval do mundo. Olha, eu acompanhei o Galo da madrugada em 2014 e pelo que vi digo que o Bola Preta tá longe de ser o maior. No Galo desfilaram 30 trios elétricos enquanto no Bola Preta eu vi somente 03. Tudo bem que no Rio o espaço era amplo mas não acredito que tinha mais gente que no Galo.

O Bola Preta é um bloco popular, como o Galo também é. Mas gostei mais do Galo da madrugada, ele é mais organizado e divertido. O que valeu no Bola Preta foram as figuras que vi ali e a presença da cantora Maria Rita e a atriz Leandra Leal, madrinha e porta estandarte respectivamente. Fui, vi, matei a curiosidade e não preciso voltar mais. O Cordão da Bola Preta desfila no sábado no centro do Rio.



Carnaval Rio de Janeiro
Imagina isso no Rio 40 graus.

BANGALAFUMENGA
Se apresentou num palco no Aterro do Flamengo no domingo e atraiu um grande público, havia uma multidão. Um som muito bom de percussão misturando vários ritimos brasileiros, gostei muito do bloco e do público que estava ali. Se puder quero ver novamente este pessoal se apresentando.


Carnaval Rio de Janeiro
Se não quiser samba, tem jazz.


SIMPATIA É QUASE AMOR
No mesmo dia à tarde fui a Ipanema ver este bloco. É outro que atrai muita gente, vi isto ainda no metrô com uma multidão fazendo o mesmo trajeto que eu. Gostei do bloco, ele sai pela avenida da praia com um trio elétrico e uma bateria que vai no chão. E o legal que achei é que a  bateria tem uma formação bem eclética com jovens e muitas senhoras. E o que não achei legal foi que a concentração, o aquecimento acontece em uma rua estreita e o espaço fica apertado. Eu mesmo tive um momento que fiquei meio apreensivo quando resolvi encostar na grade de um prédio e por um tempo fiquei meio que imprensado ali e não consegui sair devido a multidão.


Carnaval Rio de Janeiro
Eu conhecia o sacolé tradicional, mas o alcoólico não. Vi isto em tudo que era canto.
frfrrrrrrhyrhr
gtfrfr
gtr



BLOCO DO SARGENTO PIMENTA
Este também se apresentou num palco no Aterro do Flamengo já na segunda-feira. Um som muito bom e diferente para o carnaval, ele toca Beatles e animou bem o público que lotou o lugar. Era até engraçado o pessoal com fantasias e adereços de carnaval ouvindo e dançando Beatles. Foi bom ouvir um som que não fosse samba e marchinha. Mas depois de algum tempo (muito) eu senti falta da trilha sonora do carnaval e sai dali e fui em direção a Cinelândia no centro da cidade.



Carnaval Rio de Janeiro
Tem blocos grandes, mas também tem os pequenos e mais tradicionais.
gtgtgttgt
gtgtg
gtg
COMUNA QUE PARIU
Já na Cinelândia comecei a andar pelas ruas adjacentes e encontrei a bateria de um bloco se aquecendo. São tantos blocos na cidade que você vai encontrando sem querer com eles. Este não faz parte da programação da prefeitura, é alternativo e é comunista do PCB. Achei o maior barato isso! O bloco é bom com sambas próprios e a bateria dá um show. Encontrei o bloco à tarde, e à noite quando voltei ao centro ele ainda estava desfilando.




Carnaval Rio de Janeiro
Esta vendedora sorridente aproveitou o calor para atrair a clientela e ganhar dinheiro. Ela refrescava o pessoal e aí vendia a cerveja dela.



grtrbrtrbfgr
fhfyrhfyrnf
fgrtfg


CACIQUE DE RAMOS
O Cacique de Ramos é um bloco tradicional do Rio de Janeiro que fiquei conhecendo através dos sambas do grupo fundo de Quintal. Tinha a maior curiosidade em conhecer a sua quadra e fui lá em 2013 numa roda de samba e gostei muito. Como ele desfila todo ano no centro do Rio, claro que aproveitei para ir lá ver o desfile. Mas não consegui. Eles não saíram no horário divulgado e demoraram muito. Bateu o cansaço, o desânimo e sentimento de falta de respeito e fiz como muitos que estavam ali fizeram, fui embora. Achei sacanagem.

Ele desfila todo ano no centro do Rio com outros blocos. Neste caso é como se fosse o desfile das escolas de samba e só saem no bloco os componentes e o público fica de fora só assistindo.



Carnaval Rio de Janeiro
Bateria do Bloco Comuna que Pariu.


ONDE FICAR

Hospedagem no Rio não é barata durante o ano, imagina no carnaval. Os hotéis fazem pacotes para o período. Outras opções são os albergues e para quem vai com amigos ou famílias, tem os apartamentos que são alugados e que a oferta está cada vez maior.

Para evitar deslocamento pela cidade em busca de blocos, veja a programação com antecedência, escolha os blocos que mais te agradam e defina onde se hospedar.


Carnaval Rio de Janeiro
Os blocos da Cinelândia.

DESLOCAMENTO

Se o deslocamento for inevitável, acho que o melhor é o metrô, apesar das filas. Tem sempre uma estação próxima dos locais de apresentação. Para facilitar a sua vida e evitar encarar duas filas, compre logo todos os seus bilhetes.

Tem gente que prefere ir de táxi para chegar mais próximo do bloco. O problema é que muitos lugares ficam interditados para o desfile ou pela própria multidão e quem vai de taxi acaba ficando distante.


Carnaval Rio de Janeiro

SEGURANÇA

Fui para os blocos só com dinheiro e um documento dentro de uma doleira. Não levei celular, mas nos blocos o pessoal usava numa boa e depois guardava na doleira ou simplesmente nos bolsos. Não vi nenhuma confusão. Não sou ingênuo de achar que não houve nada, mas não posso dizer que vi. Quando voltei a Vitória vi pela televisão que a Guarda Municipal caiu de pau nos foliões no centro da cidade.

ALIMENTAÇÃO

É outro item caro na cidade maravilhosa. Dependendo da região até é possível encontrar uns restaurantes mais em conta ou algum fast-food. Dependendo do horário o pessoal encarava fila em muitos restaurantes. Eu tomava um bom café da manhã e depois via o que era possível. Nos blocos havia pouca opção.



Carnaval Rio de Janeiro

CINELÂNDIA

A Cinelândia é palco para apresentações musicais e concurso de fantasias, então lá você vai encontrar o pessoal que leva a fantasia mais a sério. Vi várias pessoas e grupos bem fantasiados e o pessoal vai lá para curtir isso.

XIXI

O mau cheiro de xixi na região central do Rio é terrível. Os banheiros químicos espalhados pela cidade não davam conta ou simplesmente eram ignorados. Existe uma lei que proíbe fazer xixi nas ruas da cidade, não quero nem imaginar como seria se não fosse proibido.  Quem sofria eram as mulheres que precisam encarar grandes filas.



Carnaval Rio de Janeiro

0 comentários :