Eu no maior bloco de carnaval do mundo!

P1140596

 

Relaxa, o Galo da Madrugada não sai tão cedo assim, não precisa madrugar para participar. No sábado de carnaval reservei o meu dia para participar do maior bloco carnavalesco do mundo, segundo o Guiness Book. Cheguei às 08 horas a concentração que estava acontecendo  ao lado do Forte das Cinco Pontas – lugar conhecido na cidade, fácil de chagar. O local parecia um estacionamento de trios elétricos, vários  esperavam a hora de sair pelas ruas do Recife. Segundo a organização 30 trios participaram este ano.

 

Havia muita gente mas ainda era possível andar e curtir a festa que já acontecia ali na concentração antes da saída do bloco. Na verdade parece que são vários blocos em um só, pois tem vários grupos vestindo fantasias iguais, mas tem também pessoas que vão com fantasias exclusivas. Mas seja lá como for, vá antes a concentração e entre no clima com a animação e irreverência das pessoas .

 

Mas quando o bloco sai a agitação toma conta das ruas, por isso vá preparado que é festa mas não é brincadeira não. Os espaços vazios nas ruas diminuem e tem momentos que você fica imprensado na multidão, afinal de contas são mais de dois milhões de pessoas (há quem diga que tem muito mais, e também há quem diga que não é tudo isso não, mas de qualquer forma é muita gente). Outra coisa é o calor, o sol castiga (foi o que me incomodou no carnaval de Recife e Olinda) e tem hora que parece que você tá num caldeirão.

 

Segui as recomendações e fui lambuzado de protetor solar e ainda um boné. Tênis confortável, já usado para não machucar o pé.  Levei uns trocados no bolso e o restante do dinheiro e cópia da identidade na doleira. Bebi muita água, entre uma cerveja e outra (latão de Skol R$ 3,00), e usei roupa fresca. Arrisquei e levei uma pequena máquina fotográfica e não tive problemas.

 

P1140728

Reginaldo Rossi, Lula e a presidenta Dilma também participaram.

 

P1140730

 

P1140739

 

O Galo da Madrugada surgiu da união de um grupo de amigos e famílias do Bairro de São José no dia 24 de Janeiro de 1978. No ano seguinte ganhou o seu estandarte e hino oficial e em 1995 o Galo da Madrugada foi reconhecido como o maior bloco de carnaval do mundo pelo Guiness Book, quando reuniu cerca de um milhão de pessoas pelas ruas e avenidas da cidade.

 

E ao contrário que eu pensava o Galo da Madrugada não é um bloco que sai de qualquer maneira pulando ao som de trios elétricos não. O desfile segue uma sequência, a frente do bloco tem o estandarte e depois diretores do Galo, carros e alegorias fazendo referências ao bloco e o homenageado do ano (este ano foi o escritor Ariano Suassuna). E junto vai todo mundo sem abadá, gente de várias classes sociais, e de várias idades.

 

P1140756

Estandarte do Galo da Madrugada. Todo mundo queria tirar foto.

 

Passava das 09 horas quando os trios começaram a tocar “Ei pessoal, vem moçada. Carnaval começa no Galo da Madrugada. Ei pessoal, vem moçada. Carnaval começa no Galo da Madrugada….” Era o hino oficial do Galo dando início ao desfile. E nessa hora não tem como ficar parado, todo mundo começa a pular e seguir em frente.

 

Daí em diante é só agitação e enquanto não virar a primeira esquina dá tempo de desistir ou então ficar ali mesmo naquela rua, que é mais espaçosa, e ver o bloco passar. Depois, vai ficando cada vez mais difícil, as rua são mais estreitas, a multidão aumenta, fica mais apertado e o calor insuportável. Ai não tem como mais voltar.

 

Eu não fui tão longe pra ficar vendo o bloco passar né, fui atrás acompanhando o trio da Elba. Depois de quase 03 horas cheguei a avenida principal, e ainda faltava muito para chegar ao final. Chegou um momento que fiquei entre dois trios no meio de uma multidão, percebi que o público havia mudado e bateu o cansaço. Naquele momento deu vontade de sair dali, dei uma olhada para os lados como se procurasse uma “saída de emergência” mas não encontrei. O jeito foi relaxar e … seguir em frente. A Elba agitando no alto de um trio sem cobertura sob um sol escaldante me impulsionava.

 

P1140774

Ariano Suassuna, Lampião e o fundador do Galo, Enéas Freire.

P1140765

 

P1140770

 

Dei Graças a Deus quando cheguei ao final do trajeto depois de 06 horas. Estava cansado, mas feliz da vida por ter participado do Galo da Madrugada. Fui almoçar e depois de 02 horas cheguei onde estava hospedado e vi pela televisão que o desfile ainda não havia terminado.

 

P1140785~1

 

P1140766

 

P1140767

 

P1140780

 

P1140796

 

page

 

P1140802

 

P1140588~1

 

Observei que durante todo o trajeto existia camarote, no início alguns menores e improvisados em casas ou empresas e mais adiante já existia camarote grandes e bem estruturado. Estranhei pois o carnaval de Recife é justamente conhecido por todo mundo brincar juntos nas ruas. Segundo o pessoal da cidade nem sempre teve camarotes e a presença deles vem aumentado de uns tempos pra cá. Será que o carnaval de Recife está perdendo as características?

 

VEJA: VOLTEI, RECIFE! O CARNAVAL ME TROUXE PELO BRAÇO

0 comentários :