Quanto custa uma viagem econômica para o México?

Quanto custa uma viagem econômica para o México


O custo de uma viagem é um dos principais questionamentos de quem, assim como eu , gosta de viajar, mas tem a grana curta.

E para não tomar um susto, quem faz viagens econômicas sempre procura saber os principais gastos antes da viagem montando planilha com os custos previstos. Na minha viagem ao México fiz uma previsão inicial, mas à medida que pesquisava ia aumentando a lista do que queria fazer. Com isso, antes de viajar o valor estava bem maior, mas na viagem acabei economizando e gastando um valor intermediário.

Então se você quer saber quanto custa uma viagem econômica para o México, este post vai te ajudar. Aqui estão os meus gastos com passagem, seguro, hospedagem, alimentação, transporte, passeios e extras em uma viagem de 21 dias incluindo os dias de chegada e saída.

Mas antes saiba que não como em restaurantes caros, mas também não cozinho no hostel. Se precisar até me hospedo em quartos coletivos, mas tento ficar em um quarto individual e gosto de um bom ar condicionado. Visito as atrações 0800, mas também não deixo de pagar pelos atrativos que quero conhecer. Dou preferência ao transporte público. Não sou de balada, noitada, mas tomo as minhas cervejas. Não sou das compras (ninguém recebe lembrancinhas) e viajo só, o que pode ser ruim em alguns gastos como hospedagem.

Dinheiro/cotação

Quanto custa uma viagem econômica para o México
Moedas de 1,2,5 e 10 pesos mexicanos

Viajei em abril e o dólar estava descontrolado (ainda está), levei dólar e troquei lá por pesos mexicanos para escapar do IOF, usei o cartão o mínimo necessário. Comprei aqui o dólar por R$ 4,05 e troquei lá no aeroporto (no México é nele que está a melhor cotação) por 18,26 pesos mexicanos. Assim o peso saiu por R$ 0,2218, e é este valor que irei usar como referência aqui. Por curiosidade fui ver a cotação do Real lá e ele estava R$ 0,25.

Gastos antes da viagem

Passagem internacional

Comprei a passagem do Rio para a Cidade do México ainda ano passado em uma promoção da Avianca, paguei R$ 1.134,00 . Mas como moro na Grande Vitória –ES, tive que comprar outra passagem separada e assim o valor final foi R$ 1.510,00.

Seguro viagem

Aproveitei uma promoção do Seguro Viagem Allianz e adquiri o meu seguro por R$ 186,00

Quanto custa uma viagem econômica para o México

Hospedagem

No início do planejamento considerei o valor de R$ 100,00 por noite ficando em quarto individual com banheiro, ar e café. Mas percebi que hospedagem lá não é tão barata assim. Mantive o valor e tive que me adequar.

Tive 20 pernoites, sendo que 2 passei no ônibus viajando. Então restaram 18 que passei em hotel ou hostal, mas somente 2 foram em quartos coletivos. As outras não foram todas exatamente em quartos como eu havia pensado. Uns eram sem café da manhã (mas não é uma refeição que me faz falta), outros não tinham o banheiro privativo no quarto, mas todos ou com ar ou com um bom ventilador.

A hospedagem mais cara foi em Tulum onde paguei R$ 140,00 numa boa suíte com um bom café da manhã. O menor preço paguei em um quarto coletivo (só havia mais uma pessoa) na cidade de San Cristóbal, somente R$ 22, 18. E foi nesse mesmo hostel que paguei R$ 41,12 por um quarto individual com cama de casal e café da manhã.

Ao final da viagem da viagem gastei um valor menor do que havia pensado. A média de gasto por noite foi de R$ 85,46 e o total da viagem foi de R$ 1538,26.

Alimentação

Quanto custa uma viagem econômica para o México

Neste item vou considerar não só a refeição feita em um restaurante, mas também os churros e tacos comidos na rua, também a cerveja e água para aliviar o calor. Quando viajo, muitas vezes saio pela manhã para conhecer os lugares e não paro necessariamente para almoçar, como alguma coisa rápida e paro depois fazendo uma refeição melhor.

Não tenho frescura e como coisas na rua, se você for assim também e quiser economizar, no México tem muita coisa sendo vendida pelas ruas, principalmente taco (comida típica). Com R$ 15,00 você consegue alguns. Eu pensei que fosse comer mais na rua, mas não gostei muito do que vi em muitos lugares, principalmente na Cidade do México.

Outra coisa que ajuda muito a economizar no México é a rede de loja de conveniência OXXO. Tem uma em cada esquina e nela você compra comida e bebida com preço bem melhor.

É muito comum os meios de hospedagem não oferecerem o café da manhã. Pra mim não faz muita falta, mas se você não vive sem ele, então considere este custo no seu orçamento. Outra coisa que deve considerar a “proprina” que é a gorjeta. Em todos estabelecimentos é esperado de 10 a 15%.

De modo geral, na maioria das cidades que passei, as refeições não têm os preços tão absurdos. A refeição mais cara que fiz foi de R$ 60,00, mas com algumas cervejas incluídas. Considerei gastar R$ 80,00 por dia e ao final tive um gasto médio de R$ 58,13 por dia. Um valor baixo, mas uma coisa que contribuiu para isso foi que nos últimos 4 dias eu passei mal e não estava conseguindo comer direito e muito menos beber. E os meus 4 últimos dias foram justamente nas cidades de Oaxaca e Puebla que são destinos gastronômicos e que eu queria muito ter comido melhor e mais. No total o meu gasto foi de R$ 1220,60.

Transporte

Quanto custa uma viagem econômica para o México

No meu roteiro incluí várias cidades e viajei de ônibus entre a maioria delas, valor total gasto com ônibus foi de R$ 654,31 . O único trecho aéreo foi da Cidade do México para Cancun e custou R$ 202,69. O total com o deslocamento entre destinos foi R$ 857,00.

Nas cidades utilizei ônibus, metrô, metrobus, vans, poucas vezes usei taxi coletivos para atrativos, para e de rodoviárias, e uma vez em passeio. Usei embarcação para Isla Mujeres e até bicicleta em Tulum. Me atendeu bem, mas um carro é mão na roda na região dos cenotes e litoral. O meu gasto para circular nas cidades foi de R$ 380,76. Total gasto com transporte foi R$ 1237,76.

Ingressos em atrações e passeios

Quanto custa uma viagem econômica para o México
Zona Arqueológica de Teotihuacan

O México oferece uma diversidade de atrações: museus incríveis, várias Zonas Arqueológicas, cenotes, praias e outros passeios. Tirando um ou outro museu tudo paga, inclusive algumas praias, é… no México tem praia que é preciso pagar para frequentar.

Visitei 8 zonas arqueológicas, os ingressos no geral custam R$ 17,00, mas em algumas é acrescentado outro valor pelo governo estadual. No meu caso teve isto em Chichen Itza e Ek Balam. O total gasto nas zonas arqueológicas foi de R$ 298,13

Além das zonas arqueológicas, foram 9 cenotes com valores diversos, 2 praias pagas e 4 passeios feitos com agências. Ingressos em museus, inclusive a casa de Frida Kahlo que foi o ingresso mais caro R$ 56,00, atrativos turísticos e atrações diversas como a Luta Livre. O total de ingressos e passeios (sem gastos com transporte para as atrações que fui por conta própria) foi de R$ 935,00.

Extras

Neste item entra farmácia, coisas de higiene pessoal, guarda volumes, chapéu para se proteger do sol nas ruinas … R$ 138,30

Total do meu investimento para conhecer um país que há muito tempo queria conhecer: R$ 6765,92
Acho que foi um valor legal por tudo que fiz.
Pelo meu jeito de viajar não vejo onde eu poderia economizar. Não gosto de cozinhar, então descarto a opção de preparar a comida. Fiquei em hospedagens modestas, mas confortáveis. E fui em todos os lugares que queria ir (veja que o gasto do item ingressos e passeios é considerável).

Em Tulum gostaria de ter ficado em um hotel bacana próximo a praia. Ter comido em uns restaurantes metidos, e ter alugado um carro para aproveitar melhor a região da Riviera Maya e dos cenotes. Mas fica para a próxima.

0 comentários :