Como é o Minitrekking no Perito Moreno

Minitrekking no Perito Moreno

 

 

Finalmente fui conhecer a geleira, que mesmo não sendo a maior, é a mais famosa do Parque Nacional Los Glaciares, na Argentina. O glaciar Perito Moreno é um dos principais cartões postais da  Patagônia, estimulando muita gente ir conhecer a região, inclusive eu. No meu roteiro de viagem era o atrativo mais importante e voltaria muito frustrado se não conseguisse conhecê-lo. A geleira tem um paredão de 05 km de largura com 60 metros de altura sobre o nível da água, e o seu nome é uma homenagem ao pesquisador argentino Francisco Pascasio Moreno.

 

 

Minitrekking no Perito Moreno

O Perito Moreno não é o único atrativo nesse passeio, ainda na estrada é possível ver lindas paisagens de dentro do ônibus.

h

h

A cidade mais próxima é El Calafate distante 80 km, e a partir dela tem várias opções de passeios para o Perito Moreno. Você pode ir ao parque com o ônibus que sai da rodoviária e ver a geleira das passarelas que ficam bem em frente a ela. Pode ir com uma agência e fazer o passeio que leva às passarelas e faz um safári náutico opcional chegando mais próximo a uma das faces da geleira. Ainda com uma agência, para quem não quer só ver a geleira mas quer também tocar e andar nela, tem a opção do Minitrekking com ida a passarela, navegação e uma hora e meia caminhando sobre o Perito Moreno, e o passeio Big Ice com mais de três horas de caminhada . Eu resolvi que não iria tão longe só para ver, e mesmo sendo sedentário me programei para fazer o Minitrekking, achei que o Big Ice seria muito pra mim.

 

 

Minitrekking no Perito Moreno

Perito Moreno visto da embarcação durante a travessia do Lago Rico.

h

h

Já passava das 08 horas quando fui a agência para embarcar para o passeio que dura o dia inteiro, mas ainda estava escuro e fazia muito frio (mês de Abril). O ônibus passou em vários hotéis antes de seguir viagem, e pessoas mais idosas e mais gordinhas do que eu embarcaram, isso de certa forma me deu mais confiança para fazer o Minitrekking (pensava “ se essa pessoa consegue fazer eu também consigo”). Ser um dos primeiros a embarcar no ônibus permitiu eu escolher a cadeira da frente e assim pude ir aproveitando a paisagem. E que paisagem! Ao contrário do dia anterior, o sol apareceu e o dia ficou bonito.  Durante o percurso de quase 02 horas tive a companhia do lago argentino e das arvores com as cores do outono. A estrada sinuosa não permitia que o motorista andasse rápido, possibilitando assim aproveitar melhor o visual.

 

Minitrekking no Perito Moreno

 

 

Já dentro do parque a paisagem era ainda mais bonita, ainda de longe deu para avistar a atração principal, queria que o ônibus parasse para eu ver melhor. O motorista olhou para o relógio, pensei, não vai parar, ele passa aqui todos os dias, olhou novamente e parou dando alguns minutos. Descemos todos para a primeira foto da geleira, e para percebermos que apesar do sol estava muuuito frio. Depois de algum tempo chegamos ao local onde embarcamos para navegar até a outra margem do Lago Rico, onde daria início a caminhada. A embarcação ainda não estava no local e tivemos um tempo livre para fotos, mas ninguém quis sair do ônibus, o lugar não era tão interessante e já sabíamos do frio que estava lá fora.

 

Minitrekking no Perito Moreno

Cabines onde são colocados os grampones.

h

h

Durante a navegação pode ser visto a parede sul do Perito Moreno, e nessa hora vale a pena ir a parte externa do catamarã, encarar o frio, para ver melhor e tirar fotos. O desembarque acontece no ponto de apoio com banheiros e salões para fazer o lanche (não é vendido nada lá, então não se esqueça de levar). É ali também que os guias passam as primeiras informações e dão a opção para quem quer fazer o passeio em inglês ou espanhol formando os grupos. Feito isso inicia-se a caminhada passando por passarelas entre arvores e beirando o lago em direção ao Perito Moreno, uma paisagem surpreendente.

 

Minitrekking no Perito Moreno

Observe os grampones nos calçados para não escorregar no gelo.

h

h

Próximo ao lago fizemos uma parada para ouvir as explicações sobre o parque e as geleiras, mas eu não conseguia prestar atenção no que o guia falava, o meu olhar estava voltado para as pessoas caminhando sobre a mais famosa delas e já imaginava eu ali. A parada seguinte foi para colocar os grampones, umas garras que ficam presas no calçado para poder andar sobre o gelo e não escorregar. Andamos com eles numa parte ainda de terra e Já sobre uma parte baixa da geleira recebemos explicações dos guias de como andar.

 

Minitrekking no Perito Moreno

 

Pronto ia começar a brincadeira, e eu só pensava se conseguiria ou não. No site da Hielo&Aventura, a empresa que faz o passeio, está bem claro que é dificuldade média (pra mim já é muito) e não recomendável para pessoas com sobrepeso. Ou seja, não é recomendável para mim, mas resolvi tentar assim mesmo. Em passeios de ecoturismo os grupos são pequenos e são acompanhados por mais de um guia, então quando me meto nesses passeios fico sempre por último para não atrapalhar as pessoas e vou no meu ritimo sendo observado pelo segundo guia.

 

Minitrekking no Perito Moreno

 

Andamos mais um pouco, e antes da primeira subida o guia parou e perguntou se estava tudo bem e se alguém queria voltar, respondi pra mim mesmo ‘não’, mas um casal voltou e depois da subida outra pessoa desistiu. A caminhada sobre o gelo e com os grampones cansa as pernas e a pior parte são as subidas, mas não achei o Minitrekking difícil e os guias dão toda assistência. Na verdade pensei que fossemos subir mais e devido a minha expectativa e o receio de não conseguir, esperava ser pior. Ficamos quase duas horas sobre a geleira e achei que passou rápido. Esse tempo todo não é porque o percurso é grande, mas porque é feito com calma e com paradas. E para brindar ao final bebemos uísque com o gelo retirado na hora. Eu prefiro Cowboy mas ali não poderia ser diferente.

 

Minitrekking no Perito Moreno

 

Quando termina o Minitrekking é marcado um horário para fazer a travessia do lago retornando ao ônibus. Nesse tempo temos que comer e podemos andar livremente, pude então curtir com mais calma a paisagem bonita e colorida. Já no ônibus pensei que iria embora, mas o passeio ainda não havia terminado. Acompanhados por uma guia fomos ao mirante e às passarelas que nos deixa frente a frente com o Perito Moreno, uma visão impressionante. Não sei o que é melhor, se é andar sobre ele ou ficar diante dele. Antes de sairmos do parque fizemos a última no restaurante para usar os banheiros.

 

Minitrekking no Perito Moreno

O guia tirando o gelo para o drink.

h

h

O passeio vale muito a pena, não só pelo Minitrekking mas por tudo que se faz e que é visto. Não é um passeio que te leva até o perito Moreno, anda e voltar para a cidade. A paisagem no caminho surpreende, tem a navegação e ao final você ainda tem tempo para ficar ali apreciando aquela monstruosidade e ver os blocos de gelo se desprendendo da geleira e seguindo pelo lago. Se tivesse que fazer só um passeio em El Calafate, seria esse.

 

Minitrekking no Perito Moreno

 

Minitrekking no Perito Moreno

 

Minitrekking no Perito Moreno

Perito Moreno visto do mirante.

h

h

Minitrekking no Perito Moreno

Observe as pessoas e a altura do paredão de gelo.

h

h

QUEM FAZ

A Hielo y Aventura, é a única empresa autorizada a fazer o Minitrekking, Big Ice e o Safari Náutico. Mas você pode reservar em várias agências, inclusive nos hotéis, pousadas e hosteis. O valor normalmente é o mesmo. Gostei do serviço da empresa, o ônibus era bom, boa embarcação e bons guias no Minitrekking. Na ida ao parque não vai guia de turismo.

 

É um passeio de dia inteiro, saindo logo pela manhã buscando nos hoteis (como eu estava hospedado a duas quadras de distância tive que ir até ela). De El Calafate ao parque são aproximadamente 02 horas. Na entrada é preciso pagar o ingresso em dinheiro (peso). Não precisa descer, o funcionário vai até o ônibus para receber.

 

A empresa recomenda roupa confortável e fechada, jaqueta impermeável ou jaqueta quebra vento, calçado esportivo com cordões ou botas de trekking. Botas de borracha, salto alto não são admitidos. Óculos de sol, protetor solar, luvas, gorro para sol, e abrigo em caso de frio. Eles emprestam a luva para quem estiver sem, elas são necessárias para não machucar as mãos caso tenha que se apoiar no gelo. Eu fui com uma bota simples, e vi gente com tênis. Usei uma calça primeira pele e calça jeans, uma camiseta manga curta, uma blusa manga comprida e uma jaqueta, mas com a caminhada você não sente tanto frio.

 

O passeio Perito Moreno é diferente desse, vai somente ao parque com acesso as passarelas e mirante com a opção de fazer o Safari Náutico. Este passeio é oferecido por outras empresas e é o ideal para quem conhecer a geleira, mas não quer fazer o Minitrekinng ou Big Ice.

 

Minitrekking no Perito Moreno

Durante o passeio é possível escutar estrondos, são blocos de gelos se desprendendo do Perito Moreno. Este aí eu consegui fotografar já no final da queda.

h

h

QUANTO CUSTA

Não é barato, como tudo na Patagônia: $ 1700,00 (pesos)

Passeio: $ 1200,00.

Transfer: $ 300,00 (vale a pena adquirir pela logística e é mais barato que o ônibus coletivo).

Ingresso: O valor muda dependendo da época, em abril estava $ 200,00 para residentes do MERCOSUL.

 

 

VEJA AQUI O MEU ROTEIRO DE VIAGEM

Adquira aqui no blog um SEGURO VIAGEM e viaje tranquilo.

h

4 comentários :

  1. Amei as fotos e as informações. Qual foi o valor do passeio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita Simone. O valor com ingresso e transfer foi dw 1.700,00 pesos argentinos.

      Excluir
  2. Obrigada pelo relato. Uma dúvida: vc agendou o passeio pela internet ou acertou quando chegou em El Calafate?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvana. Acertei tudo lá e foi tranquilo, mas viajei em abril no outono quando é a baixa estação. Obrigado.

      Excluir