PASSEIO PELO RIO PREGUIÇAS–MARANHÃO

Rio Preguiças

Rio Preguiças

 

Para sair de  Santo Amaro do Maranhão é o mesmo perrengue para chegar (veja como foi), ou sai de madrugada ou após o almoço. Como eu queria aproveitar o dia já em outro lugar, madruguei para sair no carro das 03 horas da manhã. É preciso agendar com antecedência, e eles pegam na pousada.

 

Fui de Rural até o Povoado de Sangue e dei Graças a Deus quando desci (foi pior que a ida). Lá pegaria um van para seguir viagem até a cidade de Barreirinhas, mas estava demorando e me chamaram para seguir viagem na Rural que estava indo. Não quis esperar mais e aceitei, o que seria mais 40 minutos no pau de arara né. Oh arrependimento viu! a Rural parou várias vezes para deixar encomenda e foi só eu embarcar e várias vans passaram. Então tenha calma que logo a van passa.

 

Embarcações

Imagens do passeio

 

Já passava das 07 horas quando cheguei a Barreirinhas, principal cidade de entrada do Parque dos Lençóis Maranhenses. Era tudo diferente de Santo Amaro do Maranhão, havia movimento nas ruas, trânsito de carros e motos - muitas motos – pousadas e agências de turismo em todo lugar. Desci em uma pracinha próximo ao Rio Preguiças, região movimentada da cidade. Eu estava sem destino, não sabia se ficaria ali ou se iria logo ao povoado de Atins, não tinha nada reservado, só uns contatos com informações.

 

No Caminho

Imagens do passeio

 

Fui a beira rio, local de concentração de bares e restaurantes, e de onde saem os passeios pelo rio. No caminho fui abordado por “Velho” um pescador que veio oferecer passeios. Li a respeito de assédio de vendedores de passeios, então já estava preparado, mas achei muito tranquilo e até procurava alguém para pedir informações. O “Velho”chegou numa boa e ofereceu o passeio de voadeira pelo Rio Preguiças por R$ 50,00. Perguntei quanto seria para me levar depois em Atins (fica depois da rota do passeio) e ele cobrou o mesmo valor. Já gostei, pois tinha informações de valores mais altos e se fosse para deixar em Atins teria um acréscimo  de R$ 10,00 a R$ 15,00.

 

Como faltava uma hora para sair o passeio, falei que ia tomar um café e depois procurava por ele no cais. Neste intervalo o comércio abriu e fui a duas agências perguntar preços dos passeios. Todas duas cobraram um valor maior pelo passeio de voadeira e um acréscimo para me deixarem em Atins. Ai fiquei grilado com “Velho” achando que poderia ser uma furada, mas as voadeiras eram as mesmas que estava sendo usadas pelas agências, inclusive uma que fiz orçamento embarcou turistas na mesma que eu estava. Depois fiquei sabendo de um mineirinho que ele pagou R$ 45,00 pelo mesmo passeio . Ou seja, vale pechinchar.

 

Vassouras

Paisagem em Vassouras

 

Todos já estavam acomodados, e só sobrou pra mim um lugar na parte de trás na embarcação. A princípio foi o pior lugar pois a visão ficou prejudicada e não foi possível tirar boas fotos. Mas com o tempo vi que foi o melhor lugar, pois era coberto e o sol castigou bastante quem estava na frente sem cobertura. As voadeiras são embarcações estreitas de alumínio que navegam um pouco mais rápidas.

 

Saímos da beira rio por volta das 8h30min. O nosso barqueiro-guia era bom, chamava a nossa atenção para os atrativos no caminho e passava informações legais. Pena que eu acordei cedo e estava meio sonolento, assim não aproveitei muito nas paradas e durante a navegação acabei tirando uns cochilos.

 

Depois de algum tempo de navegação fizemos a nossa primeira parada em Vassouras e logo chegaram várias outras voadeiras. Ou seja, eu que estava mal acostumado com os passeios exclusivos em Santo Amaro, ali percebi que dali pra frente não seria mais assim. Como todos passeios em Barreirinhas, ele tem muita gente e com tempo para ficar nos lugares.

 

Macaco-Prego

Macaco-Prego em Vassouras

 

Barraca dos Macacos

 

As voadeiras param em umas barracas que servem de apoio ao visitante, e elas estão infestadas de macacos-pregos. Eles ficam ali chamando a atenção dos visitantes e esperando que alguém dê comida a eles. Eles são ágeis e mesmo que não dê, se verem, eles vão lá e pegam. Pra muitos eles são a principal atração do lugar. Mas ao lado das barracas estão as dunas dos Pequenos Lençóis. Uma área de proteção ambiental que começa no oceano e termina ali próximo ao rio Preguiças. Mas comparando com o que eu já havia visto, achei as dunas dali mais altas e a areia mais amarela, porém para ficar encantado, eu teria que ter conhecido ali antes dos Grandes Lençóis.

 

Pequenos Lençóis

As dunas dos Pequenos Lençóis

 

Depois navegamos mais um pouco e chegamos ao povoado de Mandacaru, a segunda parada. A principal atração é um farou administrado pela Marinha aberto a visitação onde do alto de 160 degraus tem uma vista de 360° da região do Rio Preguiças. A entrada é grátis, mas achei que falta cuidar mais da segurança lateral na subida.  No caminho que leva ao farou tem venda de artesanato, sorvetes de frutas da região, comida e bebidas tentando desviar o visitante, muita gente prefere ficar por ali mesmo. Eu deveria ter feito isso.

 

Farol

Farol do Mandacaru

 

Visão do Farol

Visão do alto do Farol

 

A última parada do passeio foi em Caburé. Um lugar bem tranquilo entre o rio e o mar com pousadas, restaurantes e passeios. Ali também foi o local de almoço, e como não tínhamos nenhuma indicação de restaurante, o nosso barqueiro deu sugestão de dois lugares. Acabou todo mundo indo almoçar na Cabana do Peixe, comida simples mas gostosa. Dali os grupos costumam voltar a Barreirinhas terminando o passeio por volta das 16 horas.

 

Parada em Caburé

Caburé

 

Praia de Caburé

Praia de Caburé

 

Em Caburé conheci o casal Anderson e Angeline que estava no grupo. Eles seguiriam comigo para Atins, então  já fomos nos conhecendo durante o almoço. Eles eram do Rio e Janeiro e estavam indo fazer a travessia do Parque dos Lençóis Maranhenses, iriam caminhar durante três dias até a cidade de Santo Amaro (leia aqui o relato deles). Depois de um bom tempo em Caburé navegamos mais alguns minutos até a praia de Atins, de onde seguimos para a pousada Tia Rita.

 

Atins

Praia de Atins

 

Leia tudo sobre a minha viagem ao Maranhão AQUI.

0 comentários :