Passagem por Mariana - MG

DSCF2012

 

Quando se trata de Cidades Históricas de Minas Gerais a primeira que é lembrada por muita gente é Ouro Preto. Mas essa fama não é atoa e realmente merece ser visitada, mas bem perto dela – 12 km – está a cidade de Mariana que já viveu o seu tempo de glória quando arrecadava muito ouro, e por isso foi a primeira Vila, cidade e capital do estado de Minas Gerais. Mas entrou em decadência quando a capital da província foi transferida para Vila Rica (hoje Ouro Preto) .  Hoje em dia Mariana aproveita a fama da vizinha famosa para  receber os turistas.

 

Apesar da sua importância histórica, a cidade não tem tantos atrativos quanto Ouro Preto (mas não menos importantes) e acredito que não receba tantos visitantes - por um lado isso é até bom para fazer uma visita sem tumulto. Talvez isso tenha a ver com a sua localização, Mariana está as margens de uma rodovia e sua chegada não é nada atraente fazendo com que os desavisados só passem pela cidade. Quem comete esse erro deixa de visitar um Centro Histórico mais tranquilo, mais plano (a cidade não tem tantas ladeiras quanto Ouro Preto), com praças arborizadas e com boas opções de restaurantes.

 

Mas eu não pensei sempre assim, comecei a ver a cidade com outros olhos e gostar mais do Centro Histórico de Mariana depois da última visita. Uma visita rápida aproveitando minha passagem pela região, indo nos principais atrativos, mas deu vontade de ficar mais. Fui primeiro a Praça Minas gerais, depois desci até a Praça Gomes Freire e terminei na Catedral da Sé.

 

DSCF2020

A praça Minas Gerias concentra o maior números de atrações da cidade: no canto esquerdo da foto é possível ver o pelourinho, atrás dele está a igreja São Francisco, a outra igreja é de Nossa Senhora do Carmo. O prédio onde eu estou é  Prefeitura e Câmara de Vereadores onde funcionava a Casa de Câmara e Cadeia. Ou seja era o centro do poder Religioso e Civil da primeira capital de Minas Gerais.

 

 

DSCF2005

Casa de Câmara e Cadeia, hoje Prefeitura e Câmara de Vereadores. A visita é gratuita.

 

DSCF2008

Igreja de São Francisco tendo a sua frente o Pelourinho.

 

DSCF2009

As duas igrejas uma ao lado da outra. Construídas quase ao mesmo tempo e com obras dos grandes nomes do barroco mineiro: Aleijadinho e Mestre Ataíde. No dia que visitei a cidade não estava podendo entrar nas igrejas.

 

 

DSCF2011

Detalhe do pelourinho, onde os infratores eram castigados.

 

DSCF2016

Igreja de São Francisco vista do interior da câmara de vereadores.

 

DSCF2021

 

 

Já em outra praça está a Catedral Basílica da Sé, Nossa Senhora da Assunção. Apesar da fachada simples o seu interior muito rico e contem obras de Aleijadinho e do Mestre Ataíde.   Possui um órgão alemão de 1701 que é usado no concerto que acontece todas sextas-feiras (11h30) e domingos (12h15) – o ingresso custa R$ 15. Só a visita a igreja custa R$ 5 e dá direito a conhecer também o Museu Arquidiocesano de Arte Sacra que fica atrás da catedral.

 

A minha visita não demorou nem uma manhã inteira pois estava de passagem. Mas a cidade oferece mais lugares para conhecer como a Mina da Passagem e tem o passeio de Maria Fumaça até Ouro Preto.

 

DSCF2023

Mariana Faz parte da Estrada Real, antigo caminho aberto pela Coroa Portuguesa para escoar o ouro. Hoje é a maior rota turística do Brasil.

0 comentários :