VOCÊ JA FOI AO PALÁCIO? SE NÃO FOI, TÁ PERDENDO

I

Lembro-me da primeira vez que eu fiz um Tour em Porto Alegre, e na praça da Catedral o guia local que acompanhava meu grupo chamava atenção para o palácio do poder executivo (que fica ali na praça) e explicava que ele era aberto a visitação interna. Na mesma hora lembrei do nosso Palácio Anchieta e fiquei imaginando como ele seria e que bom se ele fosse aberto a visitação .

Esta imaginação voltava sempre que eu visitava uma cidade onde o palácio era aberto a visitação, e eu continuava achando um absurdo não poder visitar o nosso palácio. Isto só teve fim quando o Palácio Anchieta abriu as suas portas para visitação depois da última restauração em 2009.

Muita gente ainda não conhece o Palácio Anchieta no Centro Histórico de Vitória. Não sabe o que está perdendo. A visita acompanhada por monitores é excelente, é apresentado um vídeo bem produzido mostrando não só a história do palácio mas também as transformações do nosso estado. Depois tem um passeio pelos salões, que estão muito bonitos.

Visitar o Palácio Anchieta é fazer um passeio pela história do Espírito Santo já que a sua construção teve início pelos padres Jesuítas somente dezessete anos depois da chegada do primeiro Donatário. E de lá pra cá ele acompanhou as transformações históricas e políticas do nosso Estado.

O Padre José de Anchieta expandiu o colégio São Tiago. Mas no ano de 1759, por decreto do então rei de Portugal, Dom José I, os jesuítas foram expulsos do reino e de todas as possessões da Coroa. Foi o fim do colégio São Tiago.

Abandonado após a expulsão dos padres, o conjunto jesuítico de Vitória teve nova destinação. Entre entre outras funções, abrigou a sede do governo da capitania. Esse foi um período de quase abandono do edifício, durante o qual a estrutura do prédio sofreu modificações não só por acidentes, como o incêndio de 1796, mas também pelas diversas obras de adaptação do edifício à sua nova função.

Uma nova reforma foi feita no Palácio para receber em 1860 suas Majestades Imperiais Dom Pedro II e Dona Teresa Cristina Maria numa visita que durou 15 dias.

No período republicano, em 1908, assume o Governo o presidente Jerônimo Monteiro, responsável pela reconstrução do Palácio, transformando radicalmente as feições do conjunto. Mas só passou a ser chamado de Palácio Anchieta e 1949 em homenagem ao Beato Anchieta.

A visita acontece de terça a domingo, sendo que durante a semana (09:00 às 17:00h) a visitação só é possível no térreo do prédio e tem a duração de 40 minutos. Já no sábado (10:00 às 17:00h) e domingo (10:00 às 16:00) a visita é de 1h30min e o visitante conhece também o primeiro andar com os salões nobres e áreas de trabalho do governador (quem tiver disponibilidade deve fazer esta visita).

Para chegar lá de ônibus é muito fácil, embarque em qualquer um que vá ou passe pelo centro de Vitória. Para quem for de carro vai ter a dificuldade de estacionamento durante a semana, mas no fim de semana já é possível estacionamento ao lado do palácio.

Se for com um grupo, é preciso fazer um agendamento pelo telefone 27 3636 1032 e 3636 1048. O site é http://www.palacioanchieta.es.gov.br/.

P1100740


P1100752


P1020878_thumb[7]


palacio-anchieta-01Túmulo simbólico do Beato Anchieta.

P1100754


P1100755


P1100756


P1100762


P1100763


P1100764


P1100767


P1100770


Imagem155_thumb[3]


J

0 comentários :