ATACAMA: LAGUNAS ALTIPLÂNICAS COM PIEDRAS ROJAS


Lagunas altiplânicas
Lagunas Altiplânicas

O meu primeiro passeio foi só uma amostra do que eu teria pela frente. Já no segundo passeio as paisagens mudaram completamente e distanciaram do que sempre imaginei ver em um deserto. E é bom que a ordem dos passeios seja assim, dos mais simples para os mais deslumbrantes para o encantamento ser gradual.

O passeio começou às 06h30min. Tínhamos 01h30min de viagem de van, então segui a sugestão do guia e aproveitei para continuar o sono interrompido já que ainda era noite no deserto, e que na volta passaríamos pelos mesmos lugares. O dia foi amanhecendo, e pude ver que a paisagem era diferente do que até então havia visto.  A primeira parada só aconteceu a mais de 4200 metros de altitude nas Lagunas Altiplânicas, Miscanti e Miñiques.

Lagunas altiplânicas 2
Lagunas Altiplânicas

A lagoa Mscanti é a primeira que surge e também é a maior delas. Depois surge a lagoa Miñiques que apesar de ser menor não perde nada em beleza. A paisagem é grandiosa.

Elas sugiram quando o vulcão Miñiques entrou em erupção provocando o estancamento das águas que escorriam livremente na região. Estão a 110 km de San Pedro de Atacama e fazem parte da Reserva Nacional los Flamencos.


Vulcão Miñiques
Vulcão extinto Miñiques, O que deu origem as lagunas.

Chegamos até um certo lugar e a van parou para que seguíssemos caminhando naquele cenário que por um bom tempo foi só nosso, não havia mais nenhum outro grupo ali. Apesar do sol, fazia frio mas continuamos e quando chegamos a laguna Miñiques fomos recepcionados por uma mesa farta com um belo café da manhã montado pelo guia e o motorista. Foi um dos melhores momentos do dia, não pelo café mas pelo conjunto da obra. Começamos o dia muito bem.


Café nas lagunas
Imagina tomar café da manhã diante desse cenário

Dali seguimos para a próxima atração, Piedras Rojas. Novidade para mim, pois não vi nada a respeito nas minhas pesquisas. O passeio que estava na minha lista era Lagunas Altiplanicas com o Salar de Atacama, oferecido por praticamente todas agências. Mas em San Pedro de Atacama foi oferecido o passeio das Lagunas Altiplânicas com Piedras Rojas, realizado somente por algumas agências. Não tive duvidas, mesmo custando um pouco mais, preferi fazer esse passeio e não me arrependo. Acho até que sem as Piedras Rojas ele não seria completo.

Depois da paisagem das Laguna Altiplânicas, pensei que naquele dia não teria nada mais surpreendente. Estava enganado, o lugar é fantástico e nem as melhores fotos mostram o que é o lugar. 


Piedras Rojas


Piedras Rojas 2


iedras Rojas 3


Além das pedras vermelhas que dão o nome ao lugar, tem lagoa e elevações que completam o cenário.


Piedras Rojas 5


Piedras Rojas 7


Piedras Rojas 8


Piedras Rojas 9


Piedras Rojas 10


Piedras 11


Piedrs Rojas 12


Piedras Rojas foi o lugar mais distante que fomos. Na volta passamos ainda no Pueblo de Socaire, uma comunidade atacamenha dedicada a agricultura e ao artesanato, e que administra a Reserva Nacional Los Flamencos. Mas a van não entrou e só avistamos o povoado da estrada (algumas agências entram).


Paisagem
Paisagem comum durante o passeio entre um lugar e outro.

Continuando a viagem de retorno, logo é possível avistar uma grande área branca. É o Salar de Atacama, o maior do Chile. Seguimos para lá, para podermos conhecer a Laguna Chaxa, um espelho d’agua com muitos flamingos. Foi fácil entender o nome de Reserva Nacional Los Flamencos. Ficamos ali por algum tempo, ouvimos as informações do guia e tiramos muitas fotos. Mas sob um sol muito quente e depois da Lagunas Altiplânicas e das Piedras Rojas, não achei o lugar tão bonito. Mas não deixa de ser interessante, ver lagunas com muitos flamencos cercadas por sal em um deserto.

Reserva nacional Los Flamencos -


Reserva Nacional Los Flamencos
Eles ficam o tempo todo comendo com a cabeça na água.


Depois faltando uns 30 minutos para chegar a San Pedro, entramos em Toconao, outro povoado com casas construídas com pedras vulcânicas e produtora de frutas. Já passava das 14 horas, o sol estava muito quente e o grupo com fome. Não quisemos parar e seguimos direto para San Pedro onde foi servido o nosso almoço no restaurante do Hostal onde também funciona a agência. Almoço muito gostoso, simples sem variedade, mas gostoso.

Foram três paradas em locais com paisagens incríveis, mas as Lagunas Altiplânicas e as Piedras Rojas eu destaco entre todas as paisagens de todos os passeios que realizei. É um passeio que percorre grande distância (280 km), mas vale muito a pena.

Serviço do passeio:

Fiz o passeio com a Ayllu expedições. Fiz por dois motivos, primeiro porque saia cedo e voltava a tempo de fazer o passeio Vale de La Luna e Vale de La Morte, aproveitando assim o dia. Segundo porque queria conhecer o serviço da agência que é muito indicada pelos blogs de viagens e também porque a própria agência destaca o serviço informando que é especialista em passeios para brasileiros e que é diferenciado das outras.

Na Ayllu, os passeios são bem mais caros. Mesmo com um bom desconto, encontrei o mesmo passeio com o preço bem menor. Mas fui assim mesmo e gostei muito. O transporte foi bom, havia um guia muito bom que conhecia o lugar, passava informações, era atencioso e orientava sobre o mal de altitude (inclusive tinha a folha de coca) e era gente boa. O guia falava um portunhol mas esforçava para o grupo formado só por brasileiros entendesse o que ele falava. Talvez ai tenha sido a falha, uma agência que diz ser especialista em atender brasileiros teria que ter um guia falando português.

As refeições também foram boas, o café da manhã foi muito bem servido com variedade. O almoço também foi bom servido no restaurante do Hostal em San Pedro. Só não fiz os outros passeios com a Ayllu por causa do preço, mas se esse não for o seu problema eu recomendo.

Saída: 06h30min, eles pegam nos hotéis.
Chegada: por volta das 15 horas.
Serve café da manhã e almoço.
Acompanhamento de guia.
Valor: $ 50.000 pesos (valor com desconto, no câmbio do dia ficou R$ 225,00)
Ingresso: dois ingressos totalizando $ 5.000 pesos ( no câmbio do dia R$ 22,50)


Veja o roteiro da minha primeira viagem ao Chile AQUI

0 comentários :