Estudos para tornar Pedra Azul em Patrimônio Natural da Humanidade

o_governo_do_estado_vai_elaborar_estudos_50733127c5c45-1521-50733127c78c1

O Governo do Espírito Santo promoveu, nesta terça-feira (09), uma reunião para debater a elaboração de um documento técnico, visando o tombamento da Pedra Azul, localizada em Domingos Martins, como Patrimônio Natural da Humanidade junto à Organização das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação (Unesco).

O documento será elaborado pelas secretarias de Estado do Turismo (Setur), do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama), de Economia e Planejamento (SEP) e da Superintendência Estadual de Comunicação Social (Secom). A reunião contará com as presençsa do secretário executivo do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA), João Lucílio Albuquerque, que fará uma apresentação de sua experiência neste tipo de processo, e da coordenadora do Colegiado Mar da RBMA, Heloisa Dias.

Além dos dois convidados, também participam da reunião os secretários Alexandre Passos (Setur), Patrícia Salomão (Seama) e Robson Leite (SEP), o coordenador do Iema André Tebaldi, o prefeito Wanzerte Krüger e o secretário Cultura e Turismo de Domingos Martins Alexsandro Izidoro Schultz, a superintendente do Iphan no Espírito Santo Diva Maria Freire Figueiredo, os representantes da Associação Turística da Pedra Azul Leonardo Botelho e Cláudio Calmon (OSCIP Agência Viva Pedra Azul) e a coordenadora do Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (CERBMA) Iara Gardenia Silva Moreira.

Na quarta-feira (10) técnicos da Setur e do Iema acompanharão os palestrantes João Albuquerque e Heloisa Dias em uma visita técnica ao Parque Estadual de Pedra Azul.

A Pedra Azul se encaixa nas normas e critérios da Unesco para se tornar Patrimônio Natural da Humanidade por sua formação geológica e por ter a forma de um lagarto, algo único no planeta. A ideia surgiu há cerca de três meses e agora o Governo do Estado montou, junto com empresários, um grupo de estudos para elaborar um documento que será enviado à Unesco, para que a Pedra Azul receba esse título.

O programa de classificação da Unesco visa catalogar e preservar locais de excepcional importância cultural ou natural, como patrimônio comum da humanidade. No último ano havia apenas 183 desses monumentos em todo o mundo.

Entre os benefícios de tornar a Pedra Azul Patrimônio da Humanidade estão a divulgação turística da região em nível mundial, atração de patrocinadores e público para eventos, atração de recursos internacionais para preservação da região, gestão internacional compartilhada do Parque entre outros.

Para fortalecer as informações do documento que será enviado à Unesco, e divulgar essa ação, foi criada uma página nas redes sociais:

http://www.facebook.com/PedraAzulPatrimonioMundial.

Fonte: Secretaria de Estado de Turismo.

0 comentários :