Passeando por Veneza

Veneza

 

 

Dia de deixar a Espanha e seguir viagem para Itália. Contando com esse dia eu tinha ainda cinco dias na Europa, quis então conhecer Roma. Na hora do planejamento do roteiro fiquei na dúvida se seria muito ou pouco tempo para a famosa capital italiana. Depois de ler alguns relatos de viagens, resolvi separar três dias inteiros para Roma e o restante do tempo conheceria algum lugar mais ou menos próximo dela.

 

Ai surgiu outra dúvida, qual seria esse lugar? por fim fiquei entre Veneza e Florença. Veneza por ser uma cidade totalmente deferente, e Florença por ser um museu a céu aberto, pelo Renascimento, por Michelangelo…. Com a minha divisão do tempo, eu teria somente a tarde desse dia e a manhã do dia seguinte antes de chegar a Roma. E para conhecer Florença eu precisaria de mais tempo.

 

Veneza

 

Então de Barcelona fui a Veneza. Sai cedo do albergue para o aeroporto pois o voo foi por uma empresa aérea Low Coast, a Ryanair. É um desses voos onde a passagem é barata mas você paga para despachar a bagagem, paga se comer ou beber alguma coisa, a cadeira não inclina, tem restrições quanto a bagagem e você paga até para pagar. Mas se você tiver só bagagem de mão e conseguir uma promoção, vale a pena um desses voos.

 

Mas como foi o primeiro voo desse tipo, fui cedo para não ter imprevisto. A minha mochila estava tranquila quanto ao peso, mas o volume dela me preocupava um pouco. Cheguei e fui logo colocar a mochila na balança, deu 8 kg e eu podia ter até 10 kg. Fui então colocar no medidor (fica no check-in e no portão de embarque) pra ver se entrava tranquilamente e ela não passava. Então fui até ao banheiro e arrumei as coisas e ela encaixou sem problemas. Foi um alívio não ter que pagar nenhum euro a mais.

 

Veneza

    Os passeios com as famosas Gôndolas

j

Fui então para a fila do Check-in aliviado, e enquanto isso mais pessoas chegavam. E confesso que era até engraçado ver o desespero delas quando iam pesar ou medir a bagagem e viam que teriam que pagar excesso. Então ali mesmo no chão do saguão, sem cerimônias, elas tiravam coisas para diminuir o peso ou o tamanho da mala, para não precisar despachar e ter que pagar por isso.

 

Estava tranquilo até quando cheguei ao balcão e a atendente informou que eu precisaria passar no setor de segurança antes. E a fila estava grande e o horário do voo se aproximava. Sai dali correndo para achar o portão de embarque, e quando encontrei, fui para uma outra fila grande. Mas deu tudo certo, a viagem foi tranquila e normal. Voar pela Ryanair não foi ruim como li em alguns relatos. Economizei dinheiro e tempo.

 

Veneza

 

Duas horas depois cheguei ao aeroporto de Treviso. O voo não era direto a Veneza, isso porque demorei em resolver o que fazer e perdi a promoção, então tive que ir para Treviso e de lá pegar um ônibus para Veneza. Mas foi tranquilo, os ônibus ficam na porta do aeroporto e te levam direto pra lá. A viagem dura 01 hora e custa 7 €.

 

Quando cheguei ao ponto final do ônibus achei tudo muito bagunçado e me perguntei “cadê a Veneza bonita das fotos?'”. Mas foi só atravessar uma das várias pontes da cidade e comecei a encontrar o que esperava.

 

Veneza

 

Fui caminhando para o albergue Alloggi Gerotto Calderan, fica perto da estação Santa Lúcia. Estava com pressa, já passava das 02 horas da tarde, queria guardar a mochila e sair. Mas quando peguei a máquina fotográfica, vi que o cartão de memória estava cheio e precisava descarregar. Com isso perdi mais tempo e estava preocupado se teria tempo para conhecer um pouco a famosa cidade de Veneza, e você ir a Veneza e não tirar fotos não pode. Mas deu tudo certo.

 

Perguntei a recepcionista qual a melhor maneira de conhecer a cidade e ela foi direta ao responder que era andando. Mas já estava tarde e fiquei preocupado em me enrolar naquelas ruas e perder tempo. Resolvi embarcar no vaporeto (um barco que faz o transporte público). Acabei pegando para o sentido contrário e não passei pelo grande canal.

 

Veneza

A praça de São Marcos com a Basílica de São Marcos e o Museu Cívico

j

Veneza

As famosa máscaras do carnaval de Veneza

j

Desembarquei na praça de março, ela estava lotada e havia muitos grupos de brasileiros. É o principal ponto da cidade que reúne vários atrativos como a Basílica de São Marcos, a principal e mais famosa igreja de Veneza, e o Palácio Ducal, construção em estilo Gótico Veneziano. Antiga sede do dirigente máximo da república de Veneza, hoje abriga o Museu Cívico.

 

Da praça fui andando pelas ruas, pontes e canais procurando alguns pontos turísticos. Estava com um mapa na mão, mas ele não tem muita serventia em uma cidade como Veneza, você se perde toda hora. Mas se perder em Veneza faz parte do passeio e ai eu entendi o que a recepcionista do albergue quis dizer quando falou que andar era a melhor forma de conhecer a cidade. Caminhando pelas ruelas achei que não teria saída e de repente passei por comercio, praças e monumentos, atravessei canais e assim fui descobrindo uma cidade dentro da outra. Ande com calma e aproveite um pequeno café em um dos becos, tome (muito) sorvete pois os de Veneza são maravilhosos. Pare nas pontes e observe o vimento nos canais.

 

Veneza

Ali perto da Ponte Rialto fica a Igreja de San Giacometto, uma das mais antigas da cidade. O seu relógio marca 24 horas

j

A cidade é cortada por mais 170 pequenos canais que podem ser comparados com ruas onde o barco é o meio de transporte utilizado. Além deles existe o Grande Canal que é a principal via da cidade funcionando com uma grande avenida, e onde concentra a maior parte do trânsito com vários tipos de barcos e as gôndolas utilizadas para passeios.

 

Veneza

 

Veneza

 

Veneza

 

Com tantos canais, o que não falta são pontes. A mais antiga e mais famosa é a Ponte Rialto, uma das quatro pontes sobre o Grande Canal. Em um dos lados da ponte está o Mercado de Rialto, um dos mais antigos da Europa. E eu, é claro como gosto de marcado, fiquei um bom tempo ali.  

 

Veneza

 

Veneza

Ponte Rialto

j

Veneza

              

Já passava das 08 horas da noite, pensei em voltar ao albergue mas a curiosidade em conhecer mais da cidade era grande. Sai do bar e fui andando, a cidade estava mais tranquila esse horário. Os restaurantes estavam cheios, estranhei em ver o pessoal jantando naquela hora, fiquei acostumado com os horários da Espanha. Acabei chegando a Basílica de Santa Maria della Salute. Parei ali por um tempo, sentei no chão e fiquei observando a cidade sendo iluminada.

 

VenezaBasílica de Santa Maria della Salute.

 

Já era noite quando fui para o albergue, E se de dia é fácil se perder pelas ruas da cidade, imagine a noite. Dei muitas voltas até conseguir chegar, por duas vezes passei perto do albergue e não me dei conta.

 

Veja AQUI o meu roteiro de viagem por Portugal, Espanha e Itália.

0 comentários :