Madrid, chegando à Espanha

No meu oitavo dia de viagem, fui de Porto em Portugal a Madrid. Leia aqui como foi o meu dia em Porto.

 

Cheguei ao aeroporto de Bajaras em Madrid às 18h30min, horário local. Na Espanha é uma hora a mais do que em Portugal. Fui para o centro da cidade de metro e logo na saída do aeroporto fui recepcionado por um “mão leve”, um batedor de carteira que aproveitou que o metrô estava lotado devido o horário e enfiou a mão no meu bolso quando foi sair do vagão. Mas não teve sorte, eu já sabia que isso ocorria na cidade e não tinha nada nos bolsos.

 

Depois de trocar de linha 03 vezes, cheguei na estação Sol. Quando sai da estação na praça Puerta del Sol me assustei com multidão igual um menino do interior quando chega na cidade grande, a praça fez lembrou o centro de São Paulo. Em Portugal não tinha essa aglomeração de gente. Pensei “aonde que eu vim parar?”.

 

Madri1

Movimento da Praça Porta do Sol. As estátuas vivas da Espanha dão um Show.

 

Fui procurar o albergue RC Miguel Angel. Madrid foi a primeira cidade do roteiro em que me hospedei em albergue, e só havia dormido antes em albergue uma vez no Rio de Janeiro mesmo assim dividindo quarto com amigos. Não me agradava muito a ideia de ficar em albergues, e onde fiquei foi por uma questão de custos.

 

Foi fácil achar o albergue, ele fica a uma quadra da praça, muito bem localizado no 4º andar de um prédio com elevador. Li tantos relatos de albergues em edifícios sem elevador que já estava na expectativa de ter que encarar uma escada.

 

No albergue fui atendido pelo Rodolfo que passou as informações e me acompanhou até o quarto. Quando entrei não havia ninguém, mas o quarto estava uma zona, tinha malas, roupas garrafas de bebidas espalhas pelo chão. Comecei a me arrepender de ter escolhido albergue para hospedagem. No entanto guardei a mochila no armário, peguei um mapa e informações na recepção e sai. Queria andar pela cidade antes de escurecer.

 

Segui em direção a praça real passando pela Calle Del Arenal, onde fiz a minha primeira parada para visitar na igreja de San Ginés (infelizmente não tenho fotos). Depois continuei pela Calle Maior, e por não conhecer passei direto pela entrada da Plaza Mayor, mas na sequência cheguei ao Mercado São Miguel que não é só frequentado por pessoas em busca de frutas, verduras e peixes mas também por pessoas que querem terminar o dia ou começar a noite comendo e bebendo bem em um lugar descontraído. 

 

Madri2

Mercado São Miguel.

 

Madri3

Praça da vila na Calle Maior.

 

Na sequência parei na Praza de La Villa. Andei mais um pouco e cheguei até a Catedral de Santa Maria a Real de Almudena que é a sede episcopal da diocese de Madrid. É uma construção eclética imensa com 102 metros de comprimento . O horário de visita já estava encerrado.

 

 

Madri4

Catedral de Almudena.

 

Madri5

 

Ao lado da Catedral está o Palácio Real, residência oficial do Rei de Espanha com 4318 quartos, é o maior palácio real na Europa. O palácio é aberto a visitação.

 

Madri6

Palácio real.

 

Em frente ao Palácio Real está a Praça  do Oriente tendo do lado oposto o Teatro Real, um dos mais importantes da Espanha. Do outro lado do teatro está Praça de Isabel II, um local bem movimentado com restaurantes e bares. Nos jardins da Praça do Oriente havia muita gente deitada, lanchando, namorando e aproveitando o fim da tarde. Muitos turistas circulavam pelas ruas próximas ao teatro.

 

Madri7

Praça do Oriente em frente ao Teatro Real.

 

Madri8

Praça de Isabel II em frente ao teatro Real.

 

Andando pela cidade pude observar que eu gastaria mais com alimentação em Madrid do que gastei em Portugal. Depois de passar por alguns restaurantes na praça acabei indo lanchar no McDonald's, coisa que não faço normalmente no Brasil e não imaginei fazer isso durante a viagem. Confesso que o gosto da carne de hambúrguer caiu muito bem depois de dias comendo só bacalhau, frango e carne de porco.

 

Terminei o lanche e já passava das 10 horas da noite. Fui para o albergue com receio do que iria encontrar no quarto, quando cheguei passei pelos meus companheiros de quarto que estavam saindo para a noitada, era um grupo de adolescentes. Isso me assustou mais ainda. Entrei, tomei banho e cama. De madrugada eles chegaram conversando e rindo alto, fiquei quieto só imaginando que teria mais 03 noites naquele lugar. O cansaço e a gripe fizeram eu dormir novamente.

0 comentários :