UM DOMINGO DIFERENTE.

P1060108  
Muitas vezes ficamos em casa por preguiça, comodismo, por não querer fazer nada mesmo ou por não aproveitar as coisas simples que temos ao nosso redor. Por isso propus algo diferente a um grupo de moradores amigos de Barra do Riacho.

Domingo acordamos cedo e fomos até ao Estado vizinho de Minas Gerais. Fomos e voltamos no mesmo dia usando um meio de transporte que é comum aqui mas infelizmente não é na maioria dos estados brasileiros: o trem. Hoje no Brasil só existe o trem de passageiros da Vale do Rio Doce, que liga o Estado do Espírito Santo à Minas Gerais e São Luiz do Maranhão ao Estado do Pará.

Saímos de Barra do Riacho de vam e fomos até Aricanga no muncípio de Ibiraçu para embarcar no trem de passageiros da Vale que sai diariamente de Cariacica na Grande Vitória para Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.

Providenciei as passagens para o grupo e para não fazer nada ou não saber o que fazer na cidade de Resplendor, contratei um serviço de receptivo que está sendo oferecido pelo hotel Brasília (033 3263-2811). Chegamos em Aricanga por volta de 07h30min. Em Aricanga não tem estação, tem somente uma parada como se fosse um ponto de ônibus. Aliás uma parada bem precária sem estrutura nenhuma, sem banheiros e o abrigo sem cobertura.


P1060116A parada do trem em Aricanga.


Esperamos um pouco até a chegada do trem, embarcamos no vagão executivo  para termos mais conforto. O trem possui também o vagão econômico sem ar condicionado. A estrutura do trem é boa com banheiros limpos e para quem não quer ir se alimentar no vagão restaurante ou vagão lanchonete, não precisa se preocupar pois a todo momento passa um funcionário com um carrinho vendendo comida e bebida.


P1060119 Vagão restaurante.


Aproximadamente às 11 horas chegamos em Resplendor. Como combinado o Junior estava na estação esperando por nós para começar o passeio. Embarcamos num “trenzinho” que fez um passeio pelo centro da cidade (que não tem nada pra ver), depois nos levou para um almoço em um restaurante flutuante onde um delicioso almoço mineiro foi servido.

 P1060125 
P1060131 Almoçamos um leitãozinho desossado maravilhoso.


Após o almoço fizemos um passeio de chalana pelo rio, que devido as chuvas da semana a água estava muito barrenta. Ao fim do passeio fomos para o hotel onde foi servido um café e em seguida voltamos para a estação, onde embarcamos no trem de volta para Aricanga.


P1060132Durante o passeio foi possível ver algumas capivaras.


Se for fazer este passeio não vá esperando muita coisa, é tudo muito simples. Mas o pessoal do hotel Brasília recebe muito bem e não sabe o que faz para agradar. Além disso tem a viagem de trem que deixa o passeio interessante e sem contar que quando viajamos em grupo tudo fica mais divertido.

Mas a ideia de criar os passeios na cidade foi muito interessante. Ela surgiu do senhor Josiel (proprietário do hotel). Todo dia na cidade passa um trem de manhã e a tarde, ele tinha um hotel que precisava de ocupar e para trair gente ele aproveitou o que a cidade oferece como a estação de trem e o rio. Ai construiu um trenzinho, uma chalana e uma base flutuante para funcionar um restaurante. Muitos produtos turísticos que existem por ai surgiram de ideias simples.

Por volta das 20h30min chegamos em Barra do Riacho, cansados mas muito satisfeitos pelo domingo diferente que passamos.


P1060118

 

TREM DE PASSAGEIRO DA VALE:

Os Trens de Passageiros da Vale, presentes na Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) e na Estrada de Ferro Carajás (EFC), têm ajudado na locomoção das comunidades e incentivado o turismo regional. Em 2010, a Vale transportou mais de 1,5 milhão de passageiros.

Além de passagens para classes econômicas e executivas, lanchonetes, restaurantes e carros exclusivos para cadeirantes e acompanhantes, os vagões contam com ar condicionado e televisão, garantindo o conforto e a comodidade da viagem.

Estrada de Ferro Vitória a Minas:


O Trem de Passageiros da EFVM é o único que realiza viagens diárias e de longa distância no Brasil. Passando por cidades históricas, às margens do Rio Piracicaba e do Rio Doce, em Minas Gerais, ele chega até as praias do Espírito Santo. A viagem de 664 quilômetros entre Belo Horizonte e Vitória tem duração de 13 horas, aproximadamente.

Para mais conforto e comodidade, o trem conta com carro lanchonete, carro restaurante, vagão exclusivo para portadores de necessidades especiais e ar-condicionado no carro executivo. O atendimento da equipe de bordo é realizado em todos os ambientes.

O percurso:


Todos os dias, dois trens de passageiros circulam pela EFVM. Um sai de Cariacica, na região metropolitana de Vitória, às 7h, chegando a Belo Horizonte por volta de 20h10. O outro parte da capital mineira às 7h30 e encerra a viagem às 20h30, na capital capixaba. Há também um trem que realiza o percurso entre as cidades de Itabira e Nova Era e faz conexão com os dois trens da linha principal.

Em funcionamento desde 1907, o Trem de Passageiros incentiva o turismo na região e contribui para integrar e desenvolver comunidades. Em 2010, mais de 1 milhão de pessoas foram transportadas nos trens da EFVM.

Mais informações sobre o trem e como comprar a passagem veja no site: http://www.vale.com/pt-br/o-que-fazemos/logistica/trens-de-passageiros/paginas/default.aspx

0 comentários :