PANTANAL SUL: Estrada Parque

Pantanal

Ontem cheguei do Mato Grosso do Sul. Estava acompanhando um grupo numa excursão rodoviária e viajamos mais de 5500 km em 11 dias, gosto de viajar por terra e ir parando. Fazia muito calor na região, o Pantanal estava seco mas os passeios em bonitos foram fantásticos.

A nossa primeira parada foi em Barra Bonita, estado de São Paulo, onde fizemos o passeio da eclusa da barragem de Barra Bonita. No dia seguinte seguimos para Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul. Viajamos 11 horas percorrendo 750 km em boas estradas do estado de São Paulo e estradas não tão boas e desertas do estado do Mato Grosso do Sul.

Pantanal

Pantanal

Chegamos a Campo Grande no final da tarde com o dia ainda claro. O fuso horário em Mato Grosso do sul é de –1 hora em relação ao horário de Brasília. A cidade de quase 1 milhão de habitantes é espaçosa com avenidas largas e com muitas arvores. É bonita e quente, mas não tivemos tempo de visitar a cidade pois só pernoitamos em Campo Grande e no dia seguinte saímos logo depois do café em direção a Corumbá. A noite parte do grupo foi conhecer uma cantina onde jantaram e dançaram. Ficamos hospedados no hotel Indaiá Parque Hotel, um hotel bom com um excelente café da manhã.

No dia seguinte saímos às 07h00 em direção a Corumbá no oeste do estado. Neste dia a nossa programação foi fazer um safari fotográfico pela Estrada Parque do Pantanal Sul. Por isso saímos cedo e às 11 horas chegamos a entrada da estrada, no lugar conhecido como buraco da Piranha. Deixamos o nosso ônibus de turismo confortável com ar condicionado e embarcamos num ônibus simples e menor para fazer o trajeto. A Estrada possui 120 km de extensão, sem asfalto, e mais de 70 pontes, É uma unidade de conservação onde é possível observar a vida selvagem do Pantanal. Fica no município de Corumbá e surgiu das trilhas abertas pelo Marechal Rondon. Foi a primeira via de acesso de Corumbá com Campo Grande.

Pantanal
Passamos em 71 pontes iguais a esta. Paramos em algumas para poder observar e tirar fotos

 Pantanal

Pantanal

Alguns minutos depois paramos para almoçar no Complexo Passo do Lontra, uma das várias fazendas localizadas na Estrada Parque. Nestas fazendas é possível se hospedar e fazer vários passeios conhecendo melhor a vida do homem pantaneiro. Depois do almoço reiniciamos o passeio. Todos estávamos ansiosos com as máquinas fotográficas preparadas para fotografar muitos animais, afinal estávamos no Pantanal e era um Safari FOTOGRÁFICO. Mas o Pantanal estava muito quente e seco, por isso não pudemos ver o Pantanal que aparece no Globo Repórter, cheio de animais e a famosa onça pintada. Mas vimos muitos Jacarés e Tuiuiús. Segundo o Jorge, guia que nos acompanhava, o horário do passeio não era bom, teríamos que fazer logo pela manhã ou no fim da tarde.

Acho que a forma como o passeio é feito também não ajuda muito. Fomos em um ônibus, quando acho que poderia ser carros pequenos onde o grupo pudesse parar mais e assim aproveitar melhor o passeio. Fizemos o passeio com a agência Perolas do Pantanal, o custo foi de R$ 98,00 com almoço e guia acompanhante. Achei caro pelo o que é oferecido.

Pantanal

Pantanal


Chegamos às 18 horas em Corumbá para hospedagem. A noite fomos jantar em um restaurante perto do hotel. Eu aproveitei para conhecer e comer o Pintado ao molho de urucum, um prato típico da região.  Ele vem coberto de queijo, com muito queijo. Eu que sou filho de pescador e estou acostumado a comer a melhor moqueca que existe, a moqueca capixaba, estranhei o peixe com queijo, por isso retirei o queijo e comi só o peixe. É delicioso.

No dia seguinte fomos pela manhã para o comércio da Bolívia que é bom para quem quer comprar roupas (bermudas, calas jeans,….) em uma feira. Ao meio dia embarcamos em um passeio de barco pelo rio Paraguai. O passeio teve a duração de 04 horas com forró, almoço (não era lá grandes coisa) e parada para pesca de piranha. Tirando o estresse do responsável pelo passeio, o Sr. Ernesto da Pérolas do Pantanal, o passeio foi divertido. Valor do passeio R$ 60,00.


Pantanal

Pantanal

Pantanal

Pantanal


Em Corumbá ficamos hospedados no Hotel Nacional. Teria sido uma ótima hospedagem se o hotel não tivesse promovido uma festa aberta ao público em geral que foi até as 06 da manhã. O meu apartamento era do lado da piscina onde aconteceu a festa, conclusão: não dormi.

Depois de Corumbá segui viagem para Bonito. Leia sobre os passeio aqui, aqui e aqui.

Um comentário :

  1. Que bom é viajar!
    Adoro ser turista!
    O próximo mês vou a um aluguel Buenos Aires com minhas amigas!

    ResponderExcluir